sexta-feira, março 27, 2009

CRÓNICAS DE UM BIBLIOTECÁRIO-AMBULANTE

- 2ª CAMINHADA DE BLOGUISTAS BAD&LIS -

- 28 DE MARÇO -

- SERRA DA FREITA-

- BLOGUES...COMO EXERCÍCIO PROFISSIONAL -

A semelhança dos Capitães de alto mar que registam nos seus Diários de Bordo as vivências diárias das suas navegações, também os profissionais da Informação e do Conhecimento usam os Blogues ou quaisquer outros formatos das novas redes sociais (Facebook,Twitter,etc), como páginas de registo de um qualquer diário, em que se substitui a intimidade e a individualidade pela partilha com toda a rede global.

Partilha essa que é feita através das palavras e/ou imagens, de informação e/ou conhecimento, de todas as descobertas e conquistas, desejos e vontades, aventuras e desventuras, ocasionais desilusões e eternas esperanças ou simplesmente meras futilidades que fazem parte do nosso quotidiano diário.

No caso das “Crónicas de um Bibliotecário-Ambulante” relatadas no Papalagui elas surgiram de um forma muito natural. Com o início das andanças da Bibliomóvel a quantidade e a qualidade das imagens e situações que diariamente “assaltavam” os meus sentidos, era tão grande e variada que seria um desperdício não ser recolhido e divulgadas.

A importância destes modos de partilha e divulgação jogam um importante papel na aproximação, não só entre pares, mas também entre os nossos visitantes e futuros utilizadores. Através do Papalagui algumas populações mais isoladas tiveram acesso a uma importante fonte de contacto com familiares, que ao visitarem as Crónicas podem ir mantendo contacto não só com imagens da sua terra natal, mas igualmente com familiares e conhecidos.

O Papalagui surgiu assim da necessidade não só de partilha, mas igualmente da tentativa de dar visibilidade a um projecto que abracei com toda a minha Razão e Emoção e que doutra forma dificilmente seria conhecido e divulgado.

O Papalagui

(Olhando para a lista de participantes - http://ratodebiblioteca.blogspot.com/ - vejo que estão representados alguns dos mais emblemáticos e bem concebidos blogues ligados ao “Pó dos Livros” e aos “Bites de Informação” por isso estas oportunidades de são convívio com a natureza, podem ser importantes estímulos para a criação de importantes sinergias que nos levem à promoção de actividades e de atitudes, importantes para o reconhecimento não só da nossa profissão mas principalmente da nossa Missão.)

Saudações Bibliotecárias-Ambulantes

Nuno Marçal

Bibliotecário-Ambulante



sexta-feira, março 20, 2009


Y Nacerás

Qué ganas chiquitito de cosquillearte los pies,

los mismos pies que ahora patean en la panza de mamá

y dar mas vueltas que una oreja alrededor de tu niñez...

Qué ganas chiquitito de que nazcas de una vez.

Qué ganas chiquitito de poderte conocer,

saber si somos parecidos, como yo de mi papá

y rezongarle a tu apetito que nos despierta a las tres...

Qué ganas chiquitito de que nazcas de una vez.

Y nacerás y naceré...

cuando voz rías reiré,

y digo más... te alzaré

pero solo si te portas bien.

Qué ganas chiquitito de saber qué color es

el que elegiste en tus ojitos, en tu pelo y en tu piel,

saber si sos un chiquitito hombre, o tal vez mujer.

Qué ganas chiquitito de que nazcas de una vez.

Qué ganas chiquitito de que un día fuera un mes,

nos faltaría tan poquito a los dos para nacer

y saludarnos despacito, que mamá descanse bien.

Qué ganas chiquitito de que nazcas de una vez.

Qué ganas chiquitito de que nazcas de una vez

Ignacio Copani


CRÓNICAS DE UM BIBLIOTECÁRIO-AMBULANTE


Este é o estado de espírito do Bibliotecário-Ambulante, prestes a iniciar a aventura de ser PAI de um rapaz chamado Tomás!



- 21 DE MARÇO -
DIA MUNDIAL DA POESIA


Porque
 
Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm medo mas tu não
 
Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.
 
Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.
 
Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não.
 
                      Sophia de Mello Breyner Andresen

enxertia

calmos cachopos

CRÓNICAS DE UM BIBLIOTECÁRIO-AMBULANTE
PADRÃO - LAMEIRA DE ORDEM - PALHOTA - MONTE FUNDEIRO

quarta-feira, março 18, 2009

perspectivas habituais

"deus sabe que já tive o meu quinhão...!"

CRÓNICAS DE UM BIBLIOTECÁRIO-AMBULANTE
RABACINAS - SOBRAL FERNANDO - MAXIAIS

sexta-feira, março 13, 2009

incansável

CRÓNICAS DE UM BIBLIOTECÁRIO-AMBULANTE
CUNQUEIROS - FÓRNEAS

quarta-feira, março 11, 2009

"vossemecê tem aí 2 dê-me aí 1 revista para mim!"

CRÓNICAS DE UM BIBLIOTECÁRIO-AMBULANTE
ALVITO DA BEIRA - SOBRAINHO DOS GAIOS

quinta-feira, março 05, 2009

tesouro empilhado

"humm...!! tens a certeza!?"

"...é a rua da câmara...!"

"que rua de proença está nessa fotografia antiga...!?"

CRÓNICAS DE UM BIBLIOTECÁRIO-AMBULANTE
CORGAS-MALHADAL

quarta-feira, março 04, 2009

arrebanhar

descansar

gadanhar

estreantes

CRÓNICAS DE UM BIBLIOTECÁRIO-AMBULANTE
RABACINAS - SOBRAL FERNANDO - MAXIAIS

segunda-feira, março 02, 2009

tecedeira
(Maria Lidia do Nascimento Delgado - Lídia Cesteira)

dobadoura

urdeira

tear

CRÓNICAS DE UM BIBLIOTECÁRIO-AMBULANTE
CUNQUEIROS - FÓRNEAS