terça-feira, dezembro 18, 2012

Adeus e até ao regresso



crónicas de um bibliotecário-ambulante
Adeus e até ao regresso 
O tempo de balanços aproxima-se, as andanças da Bibliomóvel por terras e gente de Proença-a-Nova (2012), acabam para o bibliotecário-ambulante esta semana.
Regressamos em 2013!
Olhando para trás e revendo o ano que passou, passamos em revista a miríade de factos, acontecimentos, sensações e sentimentos que se deixaram ver, ouvir, observar… em suma, sentir!
Esta variedade e quantidade, apesar de não ser estranha, entranha-se profundamente no íntimo. As conquistas, as derrotas, as perdas, os ganhos, as alegrias, as dúvidas fizeram parte do ano de 2012.
O Município de Proença-a-Nova estendeu o nosso espectro funcional, com a integração nas nossas funcionalidades, do seu Posto Móvel de Atendimento ao Munícipe.
Saímos em busca de novos utilizadores/visitantes/Amigos na Aldeia de Xisto da Figueira, onde criámos uma nova paragem e respectivo Posto de Leitura (Casa da Ti Augusta).
Participámos com enorme orgulho num projecto biológico e aromático (Projecto Escola BioAromas), com “Histórias, estórias e outras coisas mais…”.
Levámos Ciência a locais e pessoas que nunca antes tinham tido contacto com ela, através do “Ciência na Aldeia” – parceria com o Centro Ciência Viva da Floresta.
As andanças da Bibliomóvel, foram isto e muito mais, lançamos os dados e jogámos, ganhámos jogadas, mas também perdemos jogos, através da perca de contacto e a ligação, pela lei natural da vida com alguns dos nossos habituais, dos sítios, dias e horas habituais.
Fechamos os ouvidos aos silêncios, entreabrimos os olhos perante as luzes dos holofotes, para não nos cegarem e apenas servirem de faróis para o nosso caminho e escancaramos as portas para a hospitalidade e o bem receber com que todos os dias somos presenteados.
Este é o trilho que desde 2006, temos a honra de perpetuar e o qual queremos prosseguir respeitando assim o legado que outros deixaram, sempre com a mesma vontade de conciliar a razão e o coração, a vontade e o valor.
Antes da despedida a 2012, não podia esquecer-me de todos os que dia após dia, e desde a primeira hora atestam o nosso depósito de combustível social. As vossas manifestações de carinho, Amizade, confiança e preferência para com este projecto, têm sido um elemento fulcral para a visibilidade e o sucesso da Bibliomóvel de Proença-a-Nova.
 Bem Hajam
Adeus e até ao regresso!
Saudações bibliotecárias-ambulantes
o papalagui