terça-feira, outubro 22, 2013

6º congreso de bibliotecas móviles - aclebim - burgos

sede

bibliobici - alicante

 parada

 burgos II

 bibliobus escolar - zamora

 burgos I

 madrid

 segóvia

 león

salamanca

foto família 

mesa de ponencias 


“Bibliomovileros”

Passar a raya/raia imaginaria tem sido ao longo dos tempos uma perfeita oportunidade, de estabelecimento e construção de pontes, túneis e auto-estradas de partilha de distintos e distinguidos saberes e sentires da família bibliomovilera ibero-euro-americana (até agora!)
A 6ª edição do Congreso Nacional de Bibliotecas Móviles, aparcou este ano em plena meseta burgalesa. A cidade de Burgos, património mundial da UNESCO, recebeu e acolheu as ideias, os projectos, os sonhos, os anseios, as novas tecnologias, os eternos desafios para a modernização ou para a consolidação da imagem de paixão aliada à razão, habitualmente associadas as bibliotecas itinerantes.
Sob o lema: “Novos reptos, Novos serviços”, estes dias de “charla” (conversa), foram a prova que não somos dinossauros na promoção da leitura, mas antes pontas de lança que se encontram na linha da frente, daquilo que são e queremos muito que sejam, as Bibliotecas do Séc.XXI.
A variedade e diversidade de temas, formatos e suportes com as quais podemos e devemos lidar, não assustam. Apenas põem à prova algumas das nossas indeléveis características: mobilidade e adaptabilidade, sempre envolvidas em cumplicidade e amizade.
Aos habituais de sempre, juntaram-se a esta família novos elementos vindos do outro lado do Grande Lago (Chile e Colômbia) e um contingente “lusitano” que acredito foram “infectados” com este poderoso e virulento vírus (bibliomovilis) que se propaga e aloja com bastante rapidez e cujos efeitos são bastante eficazes e eficientes.
Daqui a 2 anos está prometido novo concilio familiar, onde com certeza não faltarão mais e melhores momentos onde a descontracção, a cumplicidade, a vontade e a ilusão de fazer sempre o melhor possível, estarão presentes, independentemente das circunstâncias, sempre com vista na nossa missão/profissão de ser e levar a Biblioteca até onde for preciso e necessário. 

crónicas de um bibliotecário-ambulante
6º congresso nacional de bibliotecas móveis - aclebim - burgos