quinta-feira, junho 26, 2014

8 & ∞


crónicas de um bibliotecário-ambulante

8 & ∞
Palavras para celebrar um aniversário ou a passagem de mais um ano, são quase sempre difíceis de arranjar. Queremos tanto dar um toque de celebridade, mas o que sai da caneta e das teclas soa e fica sempre aquém e além daquilo que gostaríamos de transmitir.
No 26 de junho de 2006, a caminho daquela que seria a primeira paragem, ao volante das Andanças da Bibliomóvel de Proença-a-Nova, não escondo a existência de um misto de emoções e sensações, nem sempre coincidentes e até bastante antagónicas entre si.
A chegada ao largo da primeira aldeia! O primeiro contacto e impacto! As primeiras palavras de apresentação daquilo que éramos e ao que vínhamos! Tudo contribuiu indelevelmente para a marca deixada e pela certeza alcançada que tudo aquilo fazia sentido. Tudo isto faz sentido!
Olhando hoje para o conta-quilómetros, deparo-me com uma feliz coincidência numérica. Em semana de comemoração do 8º aniversário ele marca 88098(perto da capicua 8-88888!!).
O número redondo pouco ou nada representa para além da curiosidade numérica aliada a coincidência cronológica.
Detrás de cada 8 existiu o asfalto percorrido, ora escaldante, ora encharcado, existe o horizonte, ora vasto e longínquo ora próximo e quase claustrofóbico e existirá sempre a gente, que todos os dias aqui se acerca, entra, usa, abusa e desfruta deste espaço de liberdade e cidadania que se chama Bibliomóvel de Proença-a-Nova.
As histórias, as estórias, os momentos presenciados, vividos e sentidos desde aquele 26 de Junho de 2006 têm sido inúmeros e diversos. São episódios que ficam e vão com certeza ficar marcados no meu íntimo. Imagens inesquecíveis que assaltaram a minha visão, serviram de ilustração a momentos gravados com a emoção e sentimento, mas também com o discernimento da razão que impele este serviço público de Biblioteca.
Do 8 ao infinito podia ser apenas mais um título mas representa bem as lonjuras deste período, em que surgiram as Andanças da Bibliomóvel de Proença-a-Nova. Racionalmente elas têm balizas, Emocionalmente não!!